Acadêmica de Ciências Contábeis morre atropelada

24/04/2014 16:26

Facebook

 

 

Morreu na manhã de hoje (24), no setor Anchieta, em Barra do Garças, a estudante de Ciências Contábeis da Faculdade Cathedral, Raiani Francini, de 20 anos, depois de ser supostamente atropelada por seu namorado Sérgio Santos Farias (conhecido como Cara de Jaca) de 40 anos, que dirigia uma caminhonete Anarok prata.

A estudante foi socorrida por populares e levada na própria caminhonete por Sérgio Farias ao Pronto Socorro Municipal onde chegou com vida, mas faleceu em seguida com fratura na cabeça.

Sérgio Farias evadiu-se do Pronto Socorro e está foragido, segundo informou a polícia. De acordo com a testemunha, que falou com a reportagem, Olavo José de Souza, o pedreiro da obra de Sérgio, na Rua 21 do Jardim Anchieta, a vítima chegou para buscar uma sacola e quando saia do local foi atropelada.

Olavo disse que Sérgio pediu por socorro “e eu corri para ajudar”, disse ele ao repórter Sérgio Santana na delegacia de Polícia. A vítima morava com a mãe Maria Edilza na Rua Raymundo Melo, no bairro Campinas.

Uma prima da vítima, Vanessa Pereira Maciel disse à reportagem que o relacionamento dos dois “era conturbado e uma tia de Raiani chegou a flagrar Sérgio Farias agredindo a sobrinha”.

Uma parenta da vítima que pediu para não ser citada na reportagem disse que Sérgio Farias chegou em certa ocasião a apontar um revólver para Raiani. A delega da Mulher em Barra do Garças, Débora Cardoso, não quis falar à reportagem sob alegação de o caso estar sob investigação.

Sua prima Vanessa acredita que Raiani foi mesmo “atropelada, senão o Sérgio teria aparecido para depor, para prestar esclarecimento que a nossa família quer saber”. [COM REPORTAGEM DE SÉRGIO ALVES].