Acusados de matar Lucélia Mendes são condenados a 40 anos de prisão

Lucélia, que tinha 30 anos, estava grávida de 6 meses e foi assassinada em um sítio, na zona rural de Jangada.Lucélia, que tinha 30 anos, estava grávida de 6 meses e foi assassinada em um sítio, na zona rural de Jangada.Dois dos três acusados de matar Lucélia Mendes foram condenados em primeira instancia nesta quarta-feira (4) pelo Tribunal Popular do Júri da Comarca de Rosário Oeste.
Em um julgamento tenso, que durou quase 14 horas, Odair de Oliveira Bastos foi condenado a 40 anos e Francisney Arcanjo da Silva a 38 anos de prisão.
Vergílio de Almeida Sobrinho será julgado no dia 10 de outubro, ás 8 horas, em Rosário Oeste, porque ficou sem defesa durante o julgamento desta quarta.
O JULGAMENTO
O julgamento começou ás 9 horas. Estavam presentes no Fórum em Rosário Oeste familiares e amigos da vítima e dos acusados.
Três testemunhas falaram em favor da defesa. Em seguida, falaram os réus Odair e Francisney, que afirmaram ter trabalhado o dia todo no dia da morte de Lucélia. Após o depoimento de Francisney era a hora de Vergílio depor.
Vergílio surpreendeu a todos. Começou dizendo que “iria falar toda a verdade”. Disse que Odair havia tentado matar Lucélia 13 dias antes, chamando a vítima para tomar vinho e colocando veneno no copo da vitima.
Vergílio disse ainda que 3 dias antes da morte de Lucélia, Odair o procurou, lhe oferecendo dinheiro para ajudar a matar a vitima. Vergílio contou praticamente a mesma história que está nos autos do processo. O julgamento se estendeu até 00h40min.
O CASO
Lucélia, que tinha 30 anos, estava grávida de 6 meses e foi assassinada em um sítio, na zona rural de Jangada. A vítima foi abordada por 3 homens, sendo que 2 a seguraram colocando o joelho sobre a barriga dela, enquanto o outro obrigava a mulher a beber veneno.
A cena foi vista por um casal de caseiros. Os marginais disseram que se os funcionários fugissem, também seriam mortos. Eles ficaram no local até comprovar a morte de Lucélia.
Odair de Oliveira Bastos, Francisney Arcanjo da Silva e Vergílio de Almeida Sobrinho foram presos na fazenda do pai de Odair Bastos, no dia 8 de fevereiro de 2011.

 

DA REDAÇÃO - jangadamt