Advogado é baleado dentro de escritório no setor Aeroporto

20/01/2015 09:44

De acordo com a PM, o homem não quis contar o que houve no local.



Uberth Domingos Cordeiro (Foto: Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um advogado foi baleado dentro de um escritório de advocacia no setor Aeroporto, em Goiânia, no final da tarde desta segunda-feira (19/01). 

Segundo informações da Polícia Militar (PM), dois homens entraram no escritório, se identificaram como clientes e assim que viram o advogado - efetuaram vários disparos em sua direção. Três tiros acerteram o braço do advogado Uberth Domingos Cordeiro, de 30 anos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou a vítima para o Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG). 

De acordo com a família, ele segue internado, pois será preciso passar por uma cirurgia no braço. Apesar dos ferimentos, os familiares afirmam que ele passa bem e tem estado de saúde estável.

Membro da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção Goiás, o advogado recebia ameaças há um mês. Segundo a colega de trabalho Amanda Alves, as ameaças começaram após a morte de um cliente de Uberth dentro do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana.

O advogado chegou a publicar em seu perfil em uma rede social uma crítica ao sistema prisional. Ele questiona quem matou o cliente e que a tese de suicídio foi irresponsável.

No texto, Uberth também questiona o motivo de o cliente, que cumpria pena no regime semiaberto, ter sido transferido para o Núcleo de Custodia, onde ficam os presos considerados mais perigosos. Segundo ele, o cliente foi preso por roubar R$ 50.

Amanda acredita que a transferência do detento foi motivada por uma discussão entre ele e o diretor do semiaberto. Segundo a advogada, o Ministério Público Estadual cobra providências da Justiça em relação à morte do rapaz e o escritório de advocacia acompanha o caso. (Com G1 Goiás)

 

Do Mais Goiás, em Goiânia