Após suspeita de estuprar criança, Secretário de Novo Santo Antônio é exonerado

11/01/2014 00:23

A Prefeitura de Novo Santo Antônio, município a 1.063 km de Cuiabá, exonerou do cargo o secretário de Planejamento, Antônio Ferreira Brito, de 35 anos, por ser considerado foragido da polícia após suspeita de ter estuprado uma menina de 11 anos.

O prefeito Eduardo Penno disse que o secretário não retornou ao trabalho desde o último dia 6, quando encerrou o período de recesso administrativo, e determinou a exoneração nesta quarta-feira (8).

A reportagem ligou para o ex-secretário, mas o celular estava desligado. “Ele não deu continuidade às atividades e nem avisou sobre sua situação. Então tivemos que tomar essa medida para que o trabalho continue”, pontuou. O secretário municipal de Administração, Sebastião de Souza, está acumulando as duas pastas até que um novo gestor assuma o cargo.

Antônio Brito teve mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça no dia 16 de dezembro de 2013 e, desde então, é considerado foragido pela Polícia Civil. Conforme as investigações, o crime teria ocorrido dentro da residência da menina, que fica ao lado da casa do ex-secretário.

 O delegado Waner dos Santos Neves, responsável pelo inquérito, havia declarado que a denúncia foi feita pelo pai da criança. O então secretário teria aproveitado o momento em que o pai da menor não estava em casa. Ele entrou na residência, de acordo com o delegado, e abusou sexualmente da menina.

Ainda conforme as investigações, o ex-secretário teria feito ameaça e dito para a criança que mataria o pai dela caso contasse para alguém sobre o abuso sexual. No entanto, no mesmo dia, a vítima disse para o pai sobre o ocorrido e ele denunciou o suspeito na delegacia.

O delegado informou também que, na ocasião, solicitou a realização de exames periciais, que confirmaram que menina foi abusada, e solicitou a prisão preventiva.

 

Fonte: G1