Deputado Homero Pereira é transferido em estado grave para hospital de São Paulo; família pede privacidade

08/10/2013 19:56

                                  DA Redação - Laura Petraglia

Homero Pereira teve  amostra de seu DNA para os Estados Unidos, para que fosse escolhido o tratamento mais adequado para sua doença

 

Menos de duas semanas após formalizar sua aposentadoria na Câmara Federal, o deputado Homero Pereira (PSD) foi internado na noite desta segunda-feira (07/10) em um hospital particular em Cuiabá e, nesta terça-feira (08/10), foi transferido para um hospital privado de São Paulo.

A assessoria não quis fornecer mais detalhes sobre o estado de saúde de Homero Pereira. Alguns de seus familiares pediram “privacidade absoluta e respeito ao momento de recolhimento da família”.

O parlamentar social democrata anunciou sua aposentadoria oficialmente, no dia 26 de setembro, para se dedicar à luta pela vida, no enfrentamento ao câncer de estômago. 

Sua equipe médica chegou a avaliar uma possível transferência para continuar o tratamento nos Estados Unidos, onde supostamente haveria melhores condições tecnológicos. A equipe de médicos da sua confiança enviou uma amostra de seu DNA para os Estados Unidos, para que fosse escolhido o tratamento mais adequado para sua doença.


A reportagem do Olhar Direto apurou, todavia, o próprio Homero teria insistido em permanecer no Brasil até terminar a primeira etapa do tratamento, em novembro. Desde fevereiro, ele trata um adenocarcinoma (câncer no aparelho digestivo), tendo passado por mais de 15 sessões de quimioterapia, e duas cirurgias, uma para retirada total do estômago.

Quando se aposentou, Homero estava 14 quilos mais magro – em comparação com seu peso original – e visivelmente abatido. Ele deixou a Câmara Federal para focar toda sua energia apenas em sua recuperação.

Antes de descobrir a doença, Homero era tido como o principal nome do PSD para disputar o Senado, em 2014. Contudo, sua trajetória foi interrompida pela doença e, no dia 20 de setembro, foi publicada sua aposentadoria no Diário Oficial da União.

Com um mandato de deputado estadual e dois de deputado federal, ele deu sua contribuição para a história política em Mato Grosso. Na Câmara, teve atuação destacada na aprovação do novo Código Florestal Brasileiro. Foi presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, um dos segmentos mais fortes do Congresso.

 

Da Redação - Ronaldo Pacheco