Filho de jornalista é assassinado a facadas em VG

Mãe confirmou que filho devia dois traficantes

 
Da Redação

faca-suja-de-sangue.jpg

 

Gustavo Helder Scolari da Silva, 19 anos, conhecido como "Pacheco", foi assassinado, na madrugada desta sexta-feira, no centro de Várzea Grande. Ele foi morto com vários golpes de faca na região do pescoço.

O corpo da vítima foi localizado por populares, por volta das 3h40. A Polícia Militar e o Samu foram acionados e foi constado o óbito do rapaz. 

A mãe da vítima foi até o local e falou para os policiais que o filho era usuário de drogas. Segundo ela, Gustavo devia dois traficantes da região, conhecidos como “Jeferson” e “Patrick”, e recebia ameaças deles.

Policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) investigam o caso. Até o momento nenhum suspeito foi preso. 

Segundo a DHPP, abril já o mês mais violento dos últimos anos em Cuiabá e Várzea Grande. Até o momento, 46 assassinatos já foram registrados na região metropolitana da capital.

Gustavo era filho do jornalista político Ronaldo Pacheco, editor do site Olhar Direto. O pai está fazendo neste momento a liberação do corpo no IML (Instituto Médico Legal).