Filme retrata índias do Alto Xingu que 'obrigam' os homens a fazer sexo

Mulheres tiram sarro e praticam bullying com seus parceiros, que sucumbem às brincadeiras

Fotos: Catraca Livre

Ganhador dos prêmios Especial do Juri e de Melhor Montagem no Festival de Gramado, As Hiper Mulheres (2011) intercala linguagem documental e ficção para questionar a questão de gênero entre as mulheres da aldeia Kuikuro, localizado no Alto Xingu (MT).

Temendo a morte da esposa idosa, um velho pede que seu sobrinho realize o Jamuikumalu, um ritual feminino para que ela cante mais uma última vez. O ritual consiste, entre outras coisas, em invadir as cabanas dos homens durante a noite e forçá-los a praticar sexo, provocando e capturando - intercalando força e brincadeira - os homens da aldeia. Assista ao trailer:

O filme possuí outro diferencial que aproxima o mensageiro e seu objeto de estudo. A direção é assinada por Carlos Fausto, Leo Sette e Takumã Kuikuro, cineasta e índigena local, com produção do Vídeo nas Aldeias, da Associação Indígena dos Kuikuro do Alto Xingu e do Documenta Kuikuro - DKK.

 

Escrito por Alex Mirkhan / Catraca Livre