Indígena formada na Unemat é aprovada em doutorado na UnB

 

A índia Umutina Eliane Boroponepa Monzilar, de 36 anos, foi aprovada no doutorado em Antropologia Social pela Universidade Nacional de Brasília (UnB). Umutina é egressa da Unemat, formada na primeira turma de curso superior específico e diferenciado de uma universidade pública para a formação de professores índios no Brasil.

Oriunda de Barra do Bugres, ela relata que está realizando um sonho. “Estou feliz, estou realizando o meu maior sonho que é cursar o doutorado. A minha trajetória passou por vários percursos, enfrentei muitos desafios para dar continuidade aos estudos. Como muitos jovens indígenas, tive que sair da aldeia por algum tempo para estudar. Foi um período muito difícil, mas muito significativo na busca de conhecimento para o meu próprio desenvolvimento e o de minha comunidade”.

Eliane Boroponepa Monzilar ingressou na Unemat em 2001 com a abertura dos cursos de Formação de Professores Indígenas, recebendo o diploma de nível superior em 2006. “O curso é pioneiro, e uma conquista na educação escolar indígena. Em seguida fiz a especialização na Faculdade Indígena Intercultural, também pela Unemat terminando o curso em 2009”, relata.

A trajetória acadêmica da índia Umutina inclui ainda o mestrado profissional em desenvolvimento Sustentável na modalidade: Sustentabilidade Junto a Povo e Terras Indígenas pela Universidade Nacional de Brasilia (UnB). “Cursar o doutorado em Antropologia Social é aprofundar o conhecimento em relação à antropologia, compartilhar, dialogar e trocar experiências, pois é muito interessante e importante. A comunidade Umutina sempre me apoiou nesse processo de formação e tenho certeza que vai apoiar neste novo desafio, pois contribuirá muito no ensino aprendizagem para minha comunidade e para as escolas indígenas, pois é uma oportunidade de fortalecer a discussão sobre políticas que estão acontecendo em nível estadual e federal para os povos indígenas”.

Sobre a Unemat: A Universidade do Estado de Mato Grosso é pioneira no Brasil e na América Latina com a oferta de cursos específicos e diferenciados para povos indígenas, tendo formado mais de 300 acadêmicos das turmas de 2006, 2009 e 2012, além de ter proporcionado cursos de pós-graduação para 94 acadêmicos. Os cursos são oferecidos no campus da Unemat em Barra do Bugres e a execução dos mesmos é feita por meio de parcerias desenvolvidas com a Fundação Nacional do Indio (Funai), Governo de Mato Grosso por meio da Secretaria de Educação e Secretaria de Ciência e Tecnologia, e também pela Prefeitura de Barra do Bugres.
 
Fonte: Lygia Lima/Unemat