Índios bloqueiam BR-163 no Nortão e não fazem previsão de liberação

Os índios das tribos Terena e Maben-Grokre protestam alegando que falta assistência na área de saúde. - See more at: http://www.sonoticias.com.br/noticia/geral/indios-bloqueiam-br-163-no-nortao-e-nao-fazem-previsao-de-liberacao#sthash.p8n1UI9t.dpuf
 
Só Notícias
 
Índios bloqueiam BR-163 no Nortão e não fazem previsão de liberação

 

 A principal rodovia que liga o Nortão a Cuiabá foi bloqueada, há pouco, no km 943, entre Nova Santa Helena e Itaúba, por índios. Carretas, caminhões, ônibus, carros e motos não passam e não houve intervalo no bloqueio durante o almoço. A PRF informou, ao Só Notícias, que autoridades estão reunidas, em Cuiabá, “na busca de uma solução pacífica e rápida para a situação”. Neste encontro teria sido informado que vários dos pedidos já teriam sido atendidos.


Os índios das tribos Terena e Maben-Grokre protestam alegando que falta assistência na área de saúde. Eles estão concentrados na rodovia desde ontem, quando advertiram que se os pedidos não fossem atendidos iriam interromper o tráfego. 


Eles reclamam obras de saneamento e postos de saúde inacabados; falta de remédios e profissionais, diminuição no número de viaturas, falta de infraestrutura nas bases de atendimento, ausência de combustíveis para carro, barco e avião, além de motores geradores e placas solares que utilizam para obter energia e conservar medicamentos e carência de horas de voo para urgências. 


Outra reivindicação seria a exoneração da coordenadora distrital de Saúde Indígena, que está no comando há oito meses. Esta teria suspendido contratos e convênios supostamente superfaturados, além de ter demitido alguns indígenas envolvidos nesta situação. Inicialmente seriam 60 indígenas que colocaram pedaços de madeira e pneus e atearam fogo. 


Mas há poucos chegaram mais manifestantes. De acordo com a PRF, o posicionamento irredutível dos índios já está causando irritação. 


A situação que era tranquila pela manhã, começa a ficar tensa. A polícia tem tentado manter os motoristas afastados do local do bloqueio para evitar discussões, mas os caminhoneiros estariam tentando avançar sobre o bloqueio. 


A reportagem tentou contato com a Fundação Nacional do Índio (Funai) em Colíder, mas o chefe não foi localizado. A PRF informou que enquanto durar o bloqueio há a possibilidade dos motoristas contornarem pelas rodovias estaduais passando por Nova Santa Helena, Marcelândia e Cláudia. Não foi informado quantos quilômetros aumentaria pegando este trajeto.