Ocorrências da Policia Rodoviária Federal de MT

17/10/2014 12:51

 

 

Crime ambiental na BR 070, carvão vegetal sem documentação

 

Ontem,16/10, no início da noite na BR-070/MT, km 592,0 município de Pocone/MT. Polciais rodoviários federais abordaram o veículo Agrale/1800 D RD FD, de placa de GO, que saía de uma estrada vicinal acessando a rodovia. Após checagem de documentação e da carga, constatou-se que o carvão vegetal transportado não possuía nenhuma documentação necessária, caracterizando assim crime ambiental. Segundo informação do próprio condutor, tratava-se de aproximadamente 140 (cento e quarenta) sacos de carvão.

 

A ocorrência foi encaminhada à delegacia de Polícia Civil de Poconé

 

Em Várzea Grande a PRF detém  africanos sem visto de entrada no Brasil

No dia 16/10/14, as 19:30, na BR 364, km 343, Várzea Grande-MT, em fiscalização de rotina em veículos de transporte de passageiros, a equipe da PRF abordou 3(três) senegaleses que ingressaram ilegalmente pela fronteira do Peru/Brasil que estavam em ônibus com itinerário porto Velho-RO/cascavel-PR. A equipe consultou o passaporte dos deles e observou que não constava o visto de entrada no pais. Conforme informações dos próprios, eles entraram no Brasil  pelo Acre e pretendiam chegar ao Rio Grande do Sul, onde iriiam trabalhar. Os estrangeiros foram encaminhados para a Policia Federal de Cuiabá. 

Na terça feira foram encaminhados para PF dois africanos em Cáceres pelo mesmo motivo e ontem pela manhã um outro , ou seja, 6 africanos flagrados essa semana ilegalmente no Brasil.

 

 

 

PRF prende homem foragido da justiça que usava habilitação falsificada, dirigia caminhão com indícios de adulteração nos sinais identificadores e transportava uma máquina agrícola sem registro na SEFAZ

 

 

Por volta das 23:30 foi abordado pela equipe de PRF no Posto de Alto Garças o Veiculo Sacnia T142 conduzido pelo Sr W. R. O. 31 anos, procedente de Uberaba MG. O caminhão transportava um maquina pá carregadeira modelo W20. Ao verificar a documentação foi verificado que a mesma maquina transportada nao havia passado pelo desembaraço fiscal, e que apresentava uma nota fiscal ( R$ 10.000) com valor bem abaixo do normal, constatou-se na internet que a mesma maquina custa aproximadamente R$ 100.000,00. Quando verificado sua CNH(carteira nacional de habilitação) observou-se que a mesma apresentava indícios de adulteração. A categoria registrada na CNH era AE,(categoria E permite dirigir veículos articulados, tipo bitrem) mas após consulta ao sistema constatou-se que o condutor era habilitado na categoria AD. O mesmo confessou ter pago R$ 1200,00 reais pela CNH em Uberaba. A equipe continuou consultando os sistemas e constatou que existia Mandado de Prisão aberto em desfavor do condutor, considerado foragido da justiça que respondia por crime contra o patrimônio e receptação. Ao fazer a fiscalização minuciosa no caminhão foi detectado pelos PRF que havia indícios de. adulteração nos sinais de identificação do veículo na numeração do chassis e placa.

 Por: nucom.mt@prf.gov.br
 
 

Ocorrência encaminhada à delegacia de Polícia civil local.