Pastor estupra própria filha e apanha de vizinhos em VG

26/06/2014 10:14

MAX AGUIAR / hipernoticias

 

Um homem de 36 anos, que se diz pastor evangélico no bairro Nova Esperança, em Várzea Grande, foi preso na noite de quarta-feira (25) acusado de estuprar a própria filha de 12 anos. Segundo informações da Polícia Militar, a menina já sofria abusos há mais de um ano e era ameaçada de morte se contasse para alguém. 

Marcos Lopes/HiperNotícias

O suspeito foi preso em casa, que fica aos fundos da igreja que ele ministra. Aos policiais, a menina contou que sofria abusos desde quando tinha 11 anos. “Primeiro, ele começou só acariciando as partes íntimas, depois os abusos só foram evoluindo. Se ela se negasse, ele até batia nela”, disse um PM do 4º Batalhão. 

O caso só foi descoberto porque uma vizinha do pastor, que frequenta a igreja foi procurada pela vítima que contou sobre os abusos. A vizinha disse que a menina tinha sido estuprada momentos antes do culto e por isso ela resolveu ligar para os policiais. 

A vítima prestou depoimentos na Central de Flagrantes de Várzea Grande e depois os policiais foram até a residência para prender o suspeito. Quando os policiais chegaram na casa o pastor estava sendo agredido por vizinhos, que descobriram o caso e se revoltaram. Mesmo com escoriações pelo corpo, ele foi levado à Central e confessou que estuprava a filha. 

De imediato, o homem que não teve o nome revelado, foi levado para o Presídio do Capão, onde deve aguardar em regime fechado uma vaga no Presídio do Pascoal Ramos. O suspeito foi enquadrado por estupro de vulnerável.