Pioneira com 93 anos lembra das travessias de canoa no Araguaia

23/01/2014 15:28

A família Pedroca está em festa nesta quarta-feira (22) com aniversário de Leonídia Silva, quecompleta 93 anos. Ela é uma das pioneiras que viu o surgimento de Barra do Garças na época do garimpo. Leonídia nasceu em Rosário Oeste e ainda jovem veio morar em Barra acompanhando o esposo Pedro Paulo Medeiros, conhecido Pedroca, e os filhos. 

Pedroca veio atrás também de diamantes e se apaixonou pelo rio Araguaia onde terminou de criar os treze filhos. Bastante sorridente, dona Leonídia lembra fatos interessantes de quando chegou no município. “Meu filho quando eu cheguei aqui tinha poucas casas do lado da Barra, a cidade era em Aragarças-GO”, conta ao citar que as pessoas precisavam atravessar de canoa ao município paracomprar alimentos e remédios. 

“Quem não tinha canoa tinha que nadar porque ainda não existiam as pontes sobre os rios Garças e Araguaia”, recorda ao destacar que o rio era mais fundo e perigoso e não eram todos que se arriscavam na travessia. E os barqueiros ganhavam muito dinheiro na travessia das pessoas. 

A prefeitura só tinha dois veículos e não havia sequer bicicleta na cidade, a primeira foi adquirida pelo filho da pioneira que recebeu as peças pelos Correios numa caixa e montou a bike que fez o maior sucesso entre as pessoas naquela época. Leonidia lembra que o esposo depois do garimpo passou a trabalhar na construção de pontes e ajudou a fazer várias interligando distritos na região. O povoado de Barra surgiu em 1924 e se tornou o município em 1948 quando o prefeito Antônio Bilego, irmão de Pedroca, trouxe a sede de Araguaia para Barra. A decisão polêmica na época deu certo, tanto é que Barra hoje com 57 mil habitantes, é uma das cidades mais importantes de Mato Grosso. 

Ela citou alguns pioneiros que já faleceram: Ladislau Cristino Cortes, Valdon Varjão, Pantica, Zeca Costa (que era comerciante) e Wilmar Peres, que segundo ela, todos ajudaram como também outras pessoas para que o município crescesse e se tornasse o que é hoje. Dona Leonídia comemora os 93 anos ao lados dos filhos: Estalim, Benedito, Benedita, Enói, Selerinda, Ana Maria, Olinda, Neguinho do Pedroca, Juscelino Cubi e Antônio Totó e vários netos e bisnetos.

 

Olhar Direto