Polícia desmantela fornecedor do Novo Cangaço em Barra do Garças

06/02/2014 12:03
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O arsenal era armazenado em duas residências na cidade

O delegado da Roubos e Furtos em Barra do Garças Wilinei Santana ao lado do delegado Joaquim Leitão atuaram juntos no cumprimento de pelo menos 2 mandados de busca e apreensão em Barra do Garças. Drogas, armas e munição foram apreendidas nos Bairros Sena Marques e Santo Antonio.

O material bélico seria fornecido a quadrilhas que praticam o novo cangaço. Além de armazenar o grupo estaria comercializando o material na cidade. O delegado Wilinei diante da denúncia representou pelo mandado de busca e apreensão que foi expedido pelo juiz da Vara Criminal Wagner Plaza.

No bairro Santo Antônio a polícia desconfiou de um contêiner de milho. Ao retirarem o milho de cima foram localizadas, munições calibre 12,  22 e 38 além de uma espingarda calibre 12 e 110 gramas de cocaína pura. Ainda apreendeu na casa uma balança de precisão,veículos e até um barco que aparentavam ser produto de furto. Ainda de acordo com a denuncia o grupo de criminosos planejava assaltos na região.

Outro fato curioso é que uma menor de 15 anos era esposa do dono da residência que estava no local.O namoro segundo o delegado tinha o consentimento dos pais.O homem se apresentou como Fernando e não apresentava nenhuma documentação. Afirma ser da cidade de Várzea Grande e que estava na cidade trabalhando no ramo da construção civil.

O delegado Joaquim Leitão que esteve a frente da operação em outra residência, desta vez no bairro Sena Marques. Foi localizado assim como na primeira, diversos apetrechos como cartuchos, estojos, espoletas e outros materiais considerados materiais bélicos. De acordo com ele as investigações devem prosseguir com objetivo de prender outros envolvidos na pratica criminosa.

Até por que é necessário confirmar se havia uma organização criminosa se instalando em Barra do Garças.De acordo com Wilinei recebeu informações que grupos de criminosos estavam querendo agir em cidades polo de MT em posse de armas de grosso Calibre dando apoio à modalidade do novo cangaço.

Diante da denúncias que foram feitas de forma anônima os investigadores passaram a monitorar duas residências na cidade. A informação dava conta de que nessas casas estavam armazenadas, pistolas, fuzis , revolveres e munições.

Semana7.com / ROBERTO SANTOS