Populares apedreja e queima vivo homem que matou esposa e filho de oito meses

Populares fazem justiça com as próprias mãos, povo revoltado espanca e queima corpo do bandido até a morte.

Odair José de Oliveira Santos, apelidado de “Dai”, 36 anos, natural de Maiquinique, Bahia, porteiro da Câmara de Vereadores local, matou a ex-mulher por volta das 16 horas de segunda-feira, 28 de outubro. Ele chamou a ex-esposa, Débora Santos Lima, 19 anos, para uma conversa na casa da vítima, no bairro Tiradentes, em Maiquinique.

Debora santoslima e Odair jose queimado vivo Populares apedreja e queima vivo homem que matou esposa e filho de oito meses atualidades

Ao adentrar a residência, o indivíduo começou a agredi-la. Ela correu para o banheiro e ele começou a bater a sua cabeça contra o chão até que a matou. Após o crime, Odair pegou o seu filho de apenas 8 meses, Erick de Oliveira Lima, e também o matou, lançando-o por várias vezes contra o chão. Depois de matar a mulher e o filho tentou se matar tomando o veneno conhecido como “chumbinho”.

Sem o imediato efeito do veneno, ele tentou sair da residência e, cambaleando, foi socorrido por um popular que o levou ao Hospital da cidade, que ficava próximo a casa de Débora. Chegando ao hospital, o assassino contou para uma enfermeira o ocorrido.

A notícia se espalhou pela cidade e a população, extremamente revoltada, quebrou as grades do hospital, invadindo o ambulatório e retirando o bandido para fora do local. Na ânsia de fazer justiça pelos crimes cometidos contra uma mãe e seu filho, o povo enfurecido espancou e apedrejou o bandido, e com ele ainda vivo atearam fogo ao seu corpo.

A Polícia Militar foi acionada, porém, a população revoltada não deixou que os policiais se aproximassem, foi então pedido reforço ao PETO de Itapetinga, no entanto, ao chegar à cidade já não havia o que ser feito, pois o bandido já se encontrava morto.

 

Informações do site: Novas do Dia