PRF apreende carga de 3 toneladas de agrotóxicos avaliada em quase R$1,5 milhões‏

Ontem, 17/10, no final da tarde, na BR 364 KM 258 em Juscimeira foi abordada uma carreta VOLVO/FH, conduzida por um homem de 42 anos. Ao realizar fiscalização no veículo foi detectada uma carga de 3.040(três mil e quarenta quilos), três toneladas de agrotóxicos contrabandeados do Paraguai. Total estimado da carga R$1.464.400,00 (Um milhão, quatrocentos e sessenta e quatro mil e quatrocentos reais) que seriam levados para Sinop-MT. O condutor foi detido e a ocorrência foi encaminhada à polícia Federal de Rondonópolis.

Segundo o PRF Ênio Cléber, especializado em crimes ambientais o maior problema deste tipo de crime não é o tributário. Existe o dano à  saúde, pois este tipo de defensivo agrícola é proibido de ser comercializado no Brasil. O dano ambiental também é imenso, pois não é um defensivo seletivo, além de contaminar o lençol freático. Nessa ocorrência pode- se observar três crimes diferentes: crime de contrabando, contra a saúde pública e crime ambiental. Há cerca de 2 anos, um estudo científico detectou resquícios de agrotóxicos no leite materno de mulheres de Lucas do Rio Verde, ou seja, os danos para a sociedade são imensuráveis.

 

Por: nucom.mt@prf.gov.br