PSD proíbe Toninho de Souza em votar na cassação de João Emanuel nesta sexta

“Eu não assinei porque ela não veio específica. Talvez o PSD precise fazer uma reformulação dessa resolução”, argumenta o vereador


 

Divulgação

Clique para ampliar 

Toninho de Souza: proibido de votar em cassação de João Emanuel

O vereador Toninho de Souza (PSD) está proibido pelo partido em votar na cassação de João Emanuel nesta sexta-feira (25). Ele recebeu nesta quinta-feira (24) uma resolução do PSD que determina que membros do partido não votem entre si até que haja uma decisão judicial. 


Toninho afirma, no entanto, que o documento não deixa claro se a determinação vale já para a sessão de hoje. “Eu não assinei porque ela não veio específica. Talvez o PSD precise fazer uma reformulação dessa resolução”, argumenta. 

Apesar disso, ele reconhece que o descumprimento da medida pode colocar seu mandato em xeque. “Isso pode ser entendido como uma pressão partidária, mas não posso dizer que é ilegal. É uma prerrogativa que o PSD tem, já que o embasamento está dentro do estatuto partidário”, pondera. 

A medida adotada pelo PSD pode ser uma resposta à representação protocolada por João Emanuel junto ao diretório municipal pedindo a expulsão de Toninho por suposta infidelidade partidária, uma vez que ele votou pela cassação do correligionário à frente da Comissão de Ética. As informações são do Diário de Cuiabá