UM TEMPO QUE NINGUÉM TEM SAUDADE:

02/04/2014 11:14

02/04/2014 - UM TEMPO QUE NINGUÉM TEM SAUDADE:

 

Golpe Militar de 1964 foi uma das maiores atrocidades cometidas contra o ser-humano brasileiro. Quem viveu esse período, nunca se esquece. Quem teve que ser exilado para outros países se esquece menos ainda.

 

Já imaginou a solidão dessas pessoas, com saudades do país natal, da família, dos entes queridos? Saudades da pátria-mãe. Saudades da comida típica brasileira, do jeito popular e amigável de nosso povo?

 

Foram vinte anos de mordaça, de intolerância, de brutalidade contra a criatividade, contra os ideais, contra os sonhos das pessoas inteligentes.

 

Minha homenagem a Lúcia Petit, Wladimir Herzog, Osvaldão, Chico Buarque de Holanda, Miguel Arraes... e tanta gente que sofreu as agruras dos anos de chumbo.

 

Quem esse pesadelo seja apenas uma mancha na nossa história!

 

Quem o sangue, a lágrima e o sofrimento das vítimas nos sirva de reflexão e de respeito mútuo!!

 

E viva a Democracia plena e necessária!! (Embora utópica!!)

 

 

Redação: Sergildo Ribeiro Gonzaga