Vigilância Ambiental fará treinamento para controle de Escorpiões

O laboratório de Entomologia realizará Treinamento de coleta e Controle de Escorpiões. A primeira palestra será no dia 15 de Janeiro com noções básicas de Aracnídeos e em 10 de Fevereiro Noções Básicas de Entomologia Médica, Drosóphilas, Microscopia, Culicinios, Simulideos, Flebotomíneos e outros.

 

A preocupação da Vigilância ambiental é a grande quantidade de Escorpiões encontrados em algumas regiões da cidade, “Estaremos repassando informações importantes que auxiliarão as pessoas que moram nestas áreas onde a presença do aracnídeo é frequente”, destacou a bióloga Gizela Bohrer.

 

Os escorpiões são aracnídeos de oito patas que fazem parte de um grupo maior, os artrópodes (patas articuladas). Esse grupo abrange os insetos (formigas, baratas), aracnídeos, crustáceos (camarão, caranguejo), quilópodes (lacraia), diplópodes (piolho de cobra). Se a presa, normalmente inseto, for difícil de imobilizar, o escorpião utiliza seu aguilhão para injetar veneno e paralisar o animal. Ele pode usar essa estrutura para se defender, por isso são frequentes os acidentes com humanos. Todo escorpião produz veneno, mas nem todo veneno é poderoso para afetar uma pessoa. Alguns têm efeito apenas nas presas desses animais. De 1.500 espécies conhecidas no mundo, somente 25 produz veneno que pode matar uma pessoa.

 

O Ciclo de palestras para ações de controle de Aracnídeos será realizado no laboratório de entomologia médica da Coordenadoria de vigilância Ambiental, localizada na Rua Amaro Leite 474, no Centro de Barra do Garças de 13.30 às 17 horas.

 

Por: Vander Lima - Secom/BG