Fazendeiro é executado após denunciar roubo e abate clandestino de gado

16/04/2018 11:13

O pecuarista estava desaparecido há dois dias. O corpo dele foi encontrado em um matagal próximo à divisa de Poxoréu com o município de Guiratinga.


DA REDAÇÃO

O pecuarista Elói Pereira Duarte, de 77 anos, que denunciou na semana passada o roubo e abate clandestino de gado em sua propriedade, foi encontrado morto, com sinais de tortura, na madrugada de domingo (15).

O corpo do fazendeiro foi encontrado amarrado em uma árvore. Os indícios são de que ele tenha sido executado a pauladas na zona rural de Poxoréu (município localizado a 259 quilômetros ao Sudeste de Cuiabá).

O pecuarista estava desaparecido há dois dias, segundo a Polícia Militar. O corpo foi encontrado em um matagal localizado em uma área de criação de gado, próximo à divisa de Poxoréu com Guiratinga, com marcas de pauladas na cabeça.

A polícia suspeita que Elói possa ter sido assassinado após encontrar o local onde criminosos estariam abatendo gado para vender ilegalmente.

O corpo do pecuarista foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) onde passou por exame de necropsia. Um laudo técnico com as causas da morte será divulgado nos próximos dias e servirá como base das investigações da Polícia Civil que já abriu inquérito.