Policial federal que atuou em buscas revela: 'bêbado' ajudou a encontrar pilotos que estavam desaparecidos no Mato Grosso

06/12/2018 09:45

06/12/2018 - Policial federal que atuou em buscas revela: 'bêbado' ajudou a encontrar pilotos que estavam desaparecidos no Mato Grosso

O áudio gravado por um policial federal que participou das buscas aos dois pilotos de Rondônia que estavam desaparecidos desde a sexta-feira, 30, Mato Grosso, após a queda de um avião, contém uma revelação surpreendente: o aparelho foi encontrado graças às informações prestadas por “um bêbado”.

Morador de Cacoal, o agente da PF, cunhado do vilhenense Marcelo Balestrin, que estava pilotando a aeronave, tendo como companheiro o co-piloto John Cleiton Venera, deu detalhes do trabalho de resgate. O avião caiu na região da cidade de Cáceres (MT), numa área conhecida como Serra do Mangaval.

Na gravação, o policial conta que, depois de vários sobrevôos dos aviões da FAB na área, ele resolveu atuar nas buscas por terra, junto com outras pessoas. E, nas andanças pela região, parou num posto de gasolina buscando informações. Um bêbado que ouvia a conversa chegou a se intrometer, dizendo que havia ouvido o que parecia ser o barulho de um avião caindo.

Como o homem estava muito embriagado, o grupo decidiu seguir pistas que pareciam mais confiáveis. Passaram horas andando e, na volta, toparam com o “bêbado” ajudando na reforma de uma igreja. Ele já estava sóbrio e confirmou a versão contada anteriormente: após ordenhar as vacas no sítio em que mora com o pai, como estava chovendo muito, resolveu dar um cochilo e ouviu o barulho do avião em queda.

O sitiante também se dispôs a levar o grupo até o local em que acreditava que a queda teria acontecido. A caravana partiu em quatro pessoas, usando duas motos, para a região de difícil acesso. O policial federal “plotou” a localização, enviando a informação para a FAB.

Quando o helicóptero da FAB levantou vôo para chegar até a área indicada, uma providência do experiente Marcelo, comandante do avião acidentado, facilitou o trabalho: ele manteve acionado um equipamento que emite sinais para ajudar na localização. Quando o aparelho de resgate passou pelo local, captou esta mensagem e encontrou a aeronave acidentada.

Ver o vídeo do resgate abaixo>>>

Vídeo Relacionado

 

Folha do Sul de Vilhena Rondônio